Curiosidades sobre a série One Piece

A série “One Piece”, live action do mangá e anime de mesmo nome, está disponível na Netflix a uma semana e é um verdadeiro sucesso! Veja aqui algumas curiosidades sobre a série One Piece.

-One Piece é a produção mais cara da história da Netflix e também uma das séries mais caras de todos os tempos. A ambiciosa produção custou nada menos do que 18 milhões de dólares por episódio! A título de comparação, a última temporada de Game of Thrones, da HBO, teve um custo de 15 milhões de dólares por episódio.

Cenários e caracterizações

-Para dar vida ao fantasioso mundo de One Piece, muitos dos navios icônicos do mangá foram construídos de verdade na Cidade do Cabo, na África do Sul. Navios como o Going Merry, Miss Love Duck, Baratie, Red Force e o navio de Garp, foram utilizados nas filmagens, dando o toque de realismo necessário a série.

-Para alcançar o maior realismo possível na série, ao caracterizar personagens como os homens-peixe, a equipe de produção confeccionou todas as próteses que compõem a maquiagem de caracterização dos atores que os interpretam.

-Outra coisa interessante de One Piece é que cada episódio apresenta o título da série com um logotipo diferente a cada vez. Portanto, eles estão nos indicando qual novo personagem será o centro da trama do episódio. Na vinheta do episódio de Buggy, por exemplo, a caveira do título está caracterizada como o palhaço; outro exemplo é o episódio com a história de Nami, em que o título traz as tangerinas características do vilarejo da moça.

Via Netflix

-O criador do mangá original de One Piece, Eiichiro Oda, participou das filmagens do live action de seu famoso trabalho como Produtor Executivo. Portanto, ele conseguiu estar presente em todo o processo criativo desde o início.

Leia também: 5 curiosidades incríveis sobre One Piece

Elenco

-É normal que atores escalados para grandes papéis façam o famoso “laboratório”, vivendo como seus personagens para entrarem melhor no papel. O intérprete de Luffy, Iñaki Godoy, não foi exceção. O jovem ator mexicano embarcou em uma viagem de três meses pelo mar caribenho, onde fez parte de uma tripulação e aprendeu a navegar, cozinhar e até fazer a limpeza à bordo.

E aliás, vale dizer que isso não foi exigência da Netflix. Ele simplesmente quis ter a experiência de viver no mar para dar o seu melhor como o capitão do Bando do Chapéu de Palha. Isso demonstra o enorme comprometimento de Iñaki para o papel.

-Antes mesmo de sequer surgir a ideia de um live-action de One Piece, a atriz Emily Rudd já tinha uma grande conexão com a obra, e principalmente com Nami. Fã do mangá desde criança, quando surgiu a notícia do live-action, ela começou sua campanha particular pelo papel, fazendo várias postagens de Nami em suas redes e até tingindo o cabelo de ruivo.-

Não demorou para os fãs de One Piece apoiarem sua campanha e fazerem barulho suficiente para que chegasse na Netflix, chamando-a de “Nami da vida real”. Em um daqueles poucos casos em que o pedido dos fãs realmente dá certo, o esforço valeu a pena e Emily Rudd foi escolhida para o papel de Nami.

Via Netflix

Taz Skylar, intérprete do Sanji, teve que frequentar aulas de culinária para se preparar para o personagem e assim também poder entender suas ações. Isso explica a forma confortável e segura como ele manuseia e ingredientes e utensílios.

Siga o Refúgio Invertido também no Instagram!

*Textos adaptados do blog “O Vício” e da conta de X/Twitter @Eddy_y_27

Imagem do topo: Olhar Digital

Assista o Vídeo:

Sobre o Autor

14 Comentários

Deixe uma resposta